FRANQUIAS – UMA OPÇÃO RENTÁVEL DE NEGÓCIO

shutterstock_276163322

FRANQUIAS: UMA OPÇÃO RENTÁVEL DE NEGÓCIO

Muitas pessoas procuram entrar no empreendedorismo mas se deparam com uma série de obstáculos na hora de começar um negócio próprio. É necessário realizar pesquisas de mercado, prospecção de clientes, criar sistemas de distribuição e fornecedores, entre outros inúmeros fatores. Não é para qualquer um.

Diante desse cenário, as franquias entram como uma opção mais simples e barata para aqueles que querem administrar um negócio mas não querem ter a preocupação de controlar todo o processo.

Nesse post, você irá aprender sobre o que são e como funcionam as franquias, tanto do ponto de vista do franqueado quanto do franqueador.

O que é uma Franquia?

Primeiramente, é preciso entender do que se trata exatamente esse tipo de negócio.

Uma franquia é uma estratégia de negócio, na qual você irá comprar a licença de uso de uma marca ou produto. O dono dessa marca/produto é o franqueador, e ele cederá ao franqueado (ou seja, você) o direito de se apropriar e replicar o seu modelo de negócios.

Sendo assim, o negócio não é inteiramente seu, apenas a estratégia e o nome da marca. Mas não é a mesma coisa do que ser o administrador de um negócio, pois existem outras liberdades e responsabilidades que um franqueado precisa lidar. No próximo tópico, você entenderá melhor essa questão.

Dono de Franquia = Empregado?

Essa é uma pergunta comum. Com tantas regras e obrigações que precisam ser cumpridas, muitas pessoas se perguntam se ser um franqueado é ser praticamente um funcionário daquela marca.

Em termos jurídicos, não há qualquer vínculo empregatício entre você e o franqueador. Você irá gerenciar seu negócio de forma autônoma. Porém, em decisões estratégicas, deverá se submeter ás decisões do franqueador, já que o franqueado não é dono da marca.

Então.. sim e não.

No seu dia-a-dia, você terá plena liberdade quanto á maneira de gerenciar seus funcionários e o funcionamento do seu negócio. Porém em questões mais importantes e no marketing da empresa, precisará se submeter ás decisões do franqueador.

Vantagens e Desvantagens em Adquirir uma Franquia

Antes de entrar de cabeça no negócio de franquias, é preciso analisar alguns pontos importantes. Nesse tópico, listei algumas vantagens e desvantagens nesse modelo de negócios:

Vantagens

– Facilidade
Ao optar pela abertura de uma franquia, você irá aderir a um modelo de negócios que já foi testado e que se consolidou no mercado. A marca já tem uma reputação, o produto já é conhecido e possui uma clientela própria. O seu papel como franqueado será difundir essa marca para outra localidade, e não precisará se preocupar com a construção de um modelo de negócios ou com a estratégia de marketing.

– Treinamentos
O franqueado receberá uma série de treinamentos, e a sua equipe também será capacitada. Essa é uma ótima oportunidade para aprender, e pode servir como base para a abertura de um negócio próprio no futuro.

– Apoio na estrutura física
O franqueado também recebe os materiais necessários á instalação, inclusive o projeto arquitetônico e o layout da marca ou produto. Deve-se ressaltar que esse ponto deve ser estipulado antes da assinatura do contrato, e estará descrito na Circular de Franquia.

– Concorrência
O franqueador estabelece o limite de distância entre uma franquia e outra. Assim, a partir da autorização de estabelecimento do seu negócio, você terá a segurança de que não haverá outra franquia da mesma marca concorrendo naquele local.

– Fornecedores
Ao adquirir uma franquia, ocorre a transferência dos fornecedores para o franqueado, para que a uniformidade do produto seja mantida. Assim, há a compra de matéria-prima em grande escala, em nome do franqueador, reduzindo o custo.

Desvantagens:

– Alinhamento de objetivos entre franqueado e franqueador
A responsabilidade pela estratégia de negócios e marketing normalmente fica a cargo do franqueador. Dessa forma, podem ocorrer mudanças estratégicas que não estão alinhadas com os seus objetivos. Essa falta de liberdade pode ser incômoda para algumas pessoas e pode trazer problemas no andamento dos negócios.

– Falta de liberdade
Lembre-se: as decisões estratégicas ficam a cargo do franqueador. Dependendo da marca, esse controle pode ser muito rígido e este fator incomoda aqueles que possuem um perfil mais forte de liderança e que não se encaixam com a proposta de negócios estabelecida. Por isso é importante analisar com cautela como é o modelo de cada franquia.

– Faturamento
Se por um lado uma marca consolidada atrai consumidores e pode garantir o faturamento, por outro lado as taxas de franquia cobradas podem ser altas o suficiente para minar o lucro do seu negócio. Preste muita atenção ás perspectivas de faturamento já descontadas as taxas e custos.

– Como Funciona uma Franquia?

Quando você adquire uma franquia, provavelmente irá receber o auxílio do franqueador em quase todas as etapas do negócio. Desde a localização do seu negócio, a implantação até o layout e os equipamentos a serem utilizados.

Há auxílios e treinamentos também sobre a gestão do negócio, marketing, instruções sobre a operação e confecção dos produtos, entre outros. Esses treinamentos são dados pois as franquias possuem um padrão de qualidade que precisa ser alcançado.

Essa inclusive é uma grande vantagem das franquias. Você não é dono do negócio, mas em contrapartida poderá conhecer por dentro como funciona todo o sistema operacional, de marketing e de gestão daquela marca. É uma ótima experiência.

– Como são Repassados os Lucros de uma Franquia?

Lembre-se: você não é o dono do negócio. Então, o seu faturamento deve ser o suficiente para pagar seus custos com mão-de-obra, matéria-prima, locação do ponto comercial, entre outros, e também há o pagamento de royalities para o franqueador.

Estes royalities servem para pagar a licença de uso da marca, o acesso ao conhecimento e a autorização para reproduzir os processos produtivos da marca em seu negócio.

Sendo assim, sempre haverá uma parcela do seu faturamento que é repassada para o franqueador, cujo valor irá variar dependendo de cada franquia.

– Conheça Bem o Negócio Antes de se Aventurar

Neste tópico, você encontrará algumas dicas e informações importantes que devem ser consideradas ao decidir abrir uma franquia de uma determinada marca. Se você realmente tem interesse nesse assunto, não deixe de conferir os seguintes pontos:

– Analise a Circular de Franquia
Quando você se torna um candidato a ser franqueado, receberá uma Circular de Franquia, antes da assinatura do contrato. Essa Circular contém todas as especificações do negócio, como a taxa de royalities, investimento inicial, perspectivas de faturamento, entre outras. Você deve analisa-la cuidadosamente para confirmar se aquela franquia se encaixa no seu perfil de investidor e se você terá dinheiro suficiente para arcar com os custos de aquisição e manutenção.

– Procure Entidades Representativas
Existem algumas entidades representativas, como por exemplo a Associação Brasileira de Franchising, que ditam algumas diretrizes e legislação do sistema de Franchising. É importante analisar se a franquia faz parte de alguma dessas entidades representativas. Verifique também se a marca ou produto possui registro junto ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI).

– Fique Atento ao Capital Necessário para Investir
Considere o tipo e o modelo de franquia que será escolhido. Analise se o investimento e o faturamento são compatíveis com seus objetivos. Existem franquias com altos investimentos iniciais que , em contrapartida, possuem potencial de altos faturamentos.

Não deixe também de conferir o valor da taxa de franquia, pois essa será uma despesa importante no seu negócio. Por fim, analise qual é o capital de giro necessário para manter o negócio.

Observe que o investimento necessário para abrir e manter uma franquia não é apenas o preço da aquisição inicial. Vai muito além disso. É importante ter este fator em mente ao tomar uma decisão.

– Saiba seu Perfil de Negócios
O franqueado precisa ter claro previamente qual o seu perfil de negócios. Ao aderir a uma franquia, dependendo do modelo de negócios dela, o franqueador pode tomar para si todo o poder de decisão sobre a administração, gerência e futuro da marca/produto/serviço.

Se o franqueado possui um perfil mais voltado ao empreendedorismo, podem haver problemas com esse modelo de gestão, já que a influência do franqueado é limitada. Dessa forma, é necessário analisar qual é o modelo de gestão da marca e você tem o perfil para se adequar a ele.

– Converse com Franqueados e Ex-Franqueados
Para saber mais sobre o dia-a-dia e informações reais sobre as características do negócio, é interessante procurar conversar com franqueados ou ex-franqueados daquela ou de outras marcas. Assim, você terá uma idéia de como é o dia-a-dia do negócio, os desafios, pontos positivos e os pontos negativos.

Exemplos de Microfranquias

A Associação Brasileira de Franchising possuiu uma relação própria de franquias associadas com investimento inicial que variam de R$ 3.000,00 a R$ 750.000,00. Entre as microfranquias, encontram-se:

1) ACQUAZERO, com investimento inicial mínimo de R$ 6.000,00.
Trata-se de uma empresa do segmento automotivo, que presta serviços de lavagem ecológica e estética automotiva, incluindo o sistema delivery. Cujo faturamento médio mensal é de R$ 30.000,00 e o retorno esperado quanto ao investimento dá-se de 6 a 18 meses.

2) AHOBA VIAGENS, com investimento inicial mínimo de R$ 3.000,00.
Do segmento de hotelaria e turismo, realiza venda de viagens online, comercializando destinos nacionais e internacionais.

3) AUTO BRASIL, com investimento inicial mínimo de R$ 5.220,00.
Ainda no segmento automotivos, a empresa AUTO BRASIL, que presta serviço de rastreamento e assistência veicular 24 horas.

4) GIGATRON Empresa do setor de comunicação e informática. Presta três tipos de serviços distintos e a cada um deles corresponde uma franquia. Podendo ser de venda de certificados digitais para pessoas físicas e jurídicas (investimento a partir de R$ 4.500,00); Implantação de websites, blogs, e-commerce e email marketing em pequenas empresas (Investimento a partir de R$ 6.000,00); e ainda implantação de softwares em empresas de varejo e prestadores de serviços (investimento a partir de R$ 10.000,00).

5) LIGHT DEPIL, franquia que oferece serviços de depilação a luz pulsada, no formato delivery, e ainda depilação a cera, assim como bronzeamento a jato. Investimento a partir de R$ 9.900,00.

6) RHF TALENTOS, uma franquia de Recursos Humanos no modelo home based, com a prestação dos serviços feitas online. Investimento a partir de R$ 9.500,00.

Estes são apenas alguns exemplos de franquias disponíveis atualmente no mercado cujo investimento inicial é de até R$ 10 mil.

Conclusão

Abrir uma franquia é a opção viável para quem não quer se aventurar e começar um negócio do zero. Porém, a falta de liberdade nas decisões sobre o planejamento estratégico da marca e estratégias de marketing pode ser um ponto muito incômodo para quem tem perfil empreendedor.

Esses aspectos variam conforme o tipo de franquia, então é preciso sempre analisar cuidadosamente cada modelo de franquia e encontrar aquele que mais se adequa ás suas necessidades e ao seu perfil de negócios.

Espero que esse artigo tenha te ajudado!

Deixe seu comentário sobre o que achou deste artigo e fique á vontade para tirar suas dúvidas.

Até a próxima!

Leonardo Batistella

  • Edson Ichihara

    Muito bom artigo Leonardo! Ensina aspectos mais técnicos e mais profundo que outros artigos sobre franquia!

  • Leonardo Savian Batistella

    Obrigado, Edson!

  • Anderson Henrique Chaves

    Muito bacana o artigo Leonardo.
    Futuramente penso em investir em uma franquia em paralelo com o trabalho.
    Enquanto isso vou investindo a quantia com as economias do atual trabalho para funcionar como uma reserva quando pedir demissão (somente após a franquia adquirir certa autonomia e me trazer um retorno razoavel).

    Como voce mencionou existem mts franquias com baixo preço de aquisição, mas é importante saber que outras taxas existem para saber o retorno liquido. Eu soube que o valor que eles informam em “tempo de retorno do investimento” é falho. Na verdade aquele periodo geralmente nao pega o lucro liquido, e sim o faturamento mensal e divide pela aquisição da franquia. Porém do faturamento mensal tem as taxas de franquia, pagamento de funcionarios, pagamento de contas de luz e água e vale a pena dar uma conferida minuciosa no contrato!

    Forte abç e bons investimentos.

  • Leonardo Savian Batistella

    Muito obrigado, Anderson!

    Realmente, o mercado das franquias não é tão simples assim, é necessário muito estudo antes de investir neste ramo, você falou tudo!

    Legal que você tem este pensamento de investir o seu dinheiro para que ele funcione como um fundo de reserva, pode me falar quais os tipos de investimento que realiza?

    Quando decidir abrir a sua franquia pode contar com a ajuda da nossa equipe para o que der e vier.

    Grande abraço!

  • Anderson Henrique Chaves

    Fala Leo.
    Atualmente eu invisto em FIIS e formando uma reserva no Tesouro direto. Uma para curto prazo e compra de alguma barganha nos fiis / pagamento de compras a vista anuais/ um pouco de reserva de emergencia / (lft 2017 e 2021) e uma parte em tesouro ipca principal 2019 visando corrigir o patrimonio pela inflaçao no medio/longo prazo

    valeu meu caro!
    qnd eu tive rplanejado melhor eu entrari em contato
    forte abç e bons investimentos!!

  • Leonardo Savian Batistella

    Muito interessante a sua estratégia! Parabéns.

    Muito obrigado e grande abraço!