3 DICAS PARA SE PROTEGER DOS RISCOS DA CORRETORA

main

3 dicas para se proteger dos riscos da corretora

Na semana passada, a liquidação extrajudicial da Corretora TOV e do Banco Azteca causou um agito no mercado financeiro.

Muitos leitores nos enviaram perguntas, preocupados com o risco atrelado a suas corretoras e o que acontece com os investimentos nesses casos de encerramento das atividades da corretora.

Primeiramente, é importante saber que o risco de seus investimentos não está na corretora, que apenas intermedia as transações, mas sim no custodiante, que é a CBLC (para Tesouro Direto e bolsa de valores) e a Cetip (para títulos privados).

Por isso, se você tinha investimentos em uma dessas instituições liquidadas, basta você solicitar a transferência da guarda dos investimentos para uma outra instituição que você escolher.

Para saber mais detalhes sobre como fazer isso, clique aqui.

O que é a CBLC?

A Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia é um departamento da BM&F Bovespa responsável pela custódia dos investimentos negociados na Bovespa.

O que é a Cetip?

A Cetip é uma empresa de capital aberto que oferece serviços de registro, central depositária, negociação e liquidação de ativos e títulos.

Dentre muitas funções, ela é a depositária dos títulos privados, como CDB, LCI, LCA e LC, oferecidos por bancos e outras instituições financeiras.

Como elas garantem a segurança dos meus investimentos?

Essas empresas garantem que os investimentos estejam sempre registrados no nome e CPF do investidor, em vez de estarem no nome da corretora utilizada.

Veja agora três dicas para você se proteger dos riscos da corretora:

1) Consulte o CEI (Canal Eletrônico do Investidor) da Bovespa

Se você negocia títulos públicos (Tesouro Direto) e outros tipos de ativos negociados em bolsa de valores (como ações e fundos imobiliários), será capaz de visualizar a lista de seus investimentos neste portal:

riscos-da-corretora_01

Acesse-o neste link:

Quando você cria uma conta em corretora, ela deve encaminhar seus dados de acesso para o CEI. Caso você não receba, entre em contato com a corretora e solicite seu acesso.

Nesse portal, você confirma se seus investimentos estão mesmo registrados em seu CPF. Basta clicar em “Carteira de Ativos”, que você poderá ver os seus investimentos.

A “Posição da Carteira de Ativos” mostra o gráfico em pizza para ilustrar como está sua alocação em cada tipo de investimento.

Há também outras funções no portal, mas, neste artigo, o importante é você saber que ele serve como uma verificação de que seus investimentos estão seguros e em seu nome.

2) Solicite os extratos da Cetip

Caso você faça investimentos em títulos privados (CDB, LCI, LCA), sua corretora ou seu banco devem registrar esses investimentos na Cetip.

Eles também devem enviar periodicamente (via de regra, mensalmente) o Extrato de Custódia de Ativos da Cetip, que contém a lista dos ativos. Veja um exemplo:

riscos-da-corretora_02

Esse arquivo normalmente é um PDF e tem um selo da Cetip em marca d’água no meio da página.

No caso, esse é um investimento feito pela corretora Easynvest. O extrato não é enviado por e-mail, mas pode ser encontrado na seção “Custódia” na página da corretora.

Caso a Easynvest venha a declarar falência no futuro, os investimentos estarão a salvo, pois a custódia deles está na Cetip e você só precisará abrir a conta em uma nova corretora e solicitar a transferência.

Guarde os extratos de seus investimentos para facilitar o trâmite caso você precise passar por esse procedimento.

3) Não deixe valores parados na conta da corretora

Caso a corretora seja liquidada e você tenha dinheiro não investido na conta da corretora, o processo de recuperação é mais complicado e está explicitado no item 4 deste link que coloquei no início do artigo.

Para evitar essa dor de cabeça, deixe o mínimo possível parado na conta da corretora.

Invista todo o dinheiro ou resgate o valor de volta para sua conta corrente.

Atente-se para corretoras que cobram valores para resgatar o dinheiro, pois, em alguns casos, você acabará pagando mais pelo resgate do que de fato o valor que você tem na conta.

Também tome cuidado com os valores das taxas de corretagem, pois muitas vezes não compensa pagar 10 reais, por exemplo, para investir 50 reais.

São pequenos detalhes que acabam influenciando no resultado final de seu investimento.

4) Dica extra: Analise a saúde financeira da corretora

A liquidação extrajudicial da TOV e do Banco Azteca foram acontecimentos imprevisíveis. Não tinha como saber que isso aconteceria.

No entanto, a falência de uma corretora é algo imaginável caso você veja que a corretora não anda bem das pernas.

Se você quer evitar a dor de cabeça de passar por uma transferência de custódia dos ativos, pode tentar diminuir o risco disso ao operar por corretoras com balanços favoráveis.

No próprio site de cada uma delas, é possível verificar esses balanços. Caso não encontre, o nosso amigo Google também pode ajudar.

Vale ressaltar, porém, que instituições com a saúde financeira mais favorável costumam cobrar taxas mais altas.

Cabe a você ponderar o que pesa mais: os custos mais altos que incidem nas suas operações ou a dor de cabeça de uma possível liquidação da corretora.

Considerações finais

Munido dessas informações, agora está em suas mãos avaliar se seus investimentos estão seguros ou se você precisa tomar alguma medida de segurança em seus hábitos.

Continue estudando sempre, pois o conhecimento é nossa melhor forma de proteção.

Grande abraço!

Vitor Hernandes

  • Robson P. Santos

    Estava ta TOV e um dia antes apliquei em um LCI, estaria na roça se não tivesse feito isso.

  • Excelente timing, Robson!

    Realmente, se o dinheiro estivesse na conta da TOV, não conseguiria recuperar. Os investimentos você já conseguiu transferir para outra corretora?

    Grande abraço!

  • Moacir Santana

    Fiz uma LCI na corretora do Modal e lá, embora ela esteja registrada na Cetip Certifica (pois está no site da Cetip), me informaram que não emitem o extrato da Cetip devido ao alto custo de fazê-lo, o que poderia influenciar na taxa ofertada. Ficaram de me enviar a Nota de Negociação. Isto é uma prática comum? Deve ser motivo de preocupação?

  • Fala, Moacir!

    Tendo a nota de negociação já é uma segurança para você, mas tente conversar com outro atendente para ver se libera o extrato da Cetip para você ter mais uma garantia.

    Na Easynvest, o extrato da Cetip fica em PDF disponível para download a qualquer momento no site.

    Na Rico, eles enviam o extrato mensalmente por e-mail.

    Não sei que alto custo seria esse que eles dizem ter. Diga que outras corretoras enviam esses extratos sem problema e veja o que respondem.

    Espero ter ajudado!

    Grande abraço!

  • Moacir Santana

    Valeu, Vitor! Vou fazer isso. Tb fiquei sem entender e como foi minha primeira aplicação fora do meu banco comercial fiquei preocupado. Obrigado pela sua ajuda! Abs!

  • paulo

    Bom dia Vitor, tem uma reserva em poupança, porem estou começando agora e estudando bastando uma outra forma de investir. Sei que daqui a 9 meses vou precisar de parte desse dinheiro pra uma viagem. Estou em duvida entre dois, uma linha do CDB do Banco Cargill Liq Diária Venc.17/10/2016 99 % CDI com invertimento a partir de 1 real ou um investimento em tesouro pela easynvest. O que acha?

  • Fala, Paulo! Tudo certo?

    Se você tem certeza de que não precisará desse dinheiro antes de 9 meses, creio que a alternativa mais rentável seja uma LCI ou LCA que dure 9 meses. Pela isenção do imposto de renda, elas costumam render melhor em um período até 2 anos. Um meio mais acessível de encontrar esse tipo de investimento é diretamente no Banco Daycoval ou Intermedium. Leia este artigo para saber mais sobre esses bancos: http://jornadadodinheiro.com/investir/cdb-sofisa-daycoval-ou-intermedium/

    Caso você possa precisar antes do prazo definido, esse CDB com liquidez diária também é uma boa opção e renderia aproximadamente o mesmo que o Tesouro Selic (cerca de 98% do CDI, descontando a taxa da Bovespa). Também há outros CDBs com liquidez diária nos bancos que mencionei e também no Banco Sofisa com 100% do CDI.

    Espero que tenha ajudado!

    Participe também do nosso grupo no Facebook, onde debatemos sobre esses vários assuntos: http://jornadadodinheiro.com/grupo/

    Grande abraço!

  • paulo

    Obrigado Vitor pelo rápido retorno e atenção, no inicio analisei LCI e LCA, porem os investimentos iniciais portem de 10 ou 15 mil, ainda não tenho esse quantia, está um pouco abaixo disso. Assim creio que a solução será o CDBs da Sofisa ou Daycoval, Agora vou estudar qual tem melhores taxas e rentabilidades. Mais uma vez obrigado entre varios sites e blogs foi o único que respondeu.

  • Fala, Paulo!

    No Daycoval, se não me engano, era a partir de 1 ou 5 mil para LCI/LCA e tem para vários períodos diferentes: 3 meses, 6 meses, 1 ano…

  • paulo

    Obrigado Vitor!!

  • Robson P. Santos

    Consegui transferir em Abril cara. Agora os R$100,00 que tinha em conta ainda não pagaram, diz a lenda que logo vão pagar. To no mesmo sistema que vc easy e socopa. To gostando bastante de fis tb, só to começando a achar que o valor esta ficando puxado. O que acha de usar CRI, CRA e debentures incentivadas como forma de substituir as entradas nos fis que andam bem caros???

  • Fala, Robson!

    Os FIIs realmente subiram demais, precisa ser mais seletivo para não comprar muito caro.

    Essas alternativas que você citou eu não gosto, porque são empréstimos para empresas não financeiras, o que tem um risco alto. Os FIIs de papel investem majoritariamente em CRI e LCI, caso você tenha interesse. E acho menos arriscado investir por meio deles, pois há uma grande diversificação, além de ser bem mais fácil para comprar e vender.

    Você já está no nosso grupo no Facebook?

    http://jornadadodinheiro.com/grupo/

    Grande abraço!