COMO USAR O FGTS PARA UM BOM INVESTIMENTO

COMO USAR O FGTS PARA UM BOM INVESTIMENTO

COMO USAR O FGTS PARA UM BOM INVESTIMENTO

O tópico de hoje ainda intriga muitos trabalhadores e empregadores, poucos sabem no que consiste, como pode ser usado e para que serve o FGTS.

O investidor, em especial o iniciante, mesmo não tendo saldo a receber, deve saber as noções básicas de como usar o FGTS em seu benefício enquanto investimento.

Aí vai…

Para sabermos, o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) foi constituído no intuito de proteger o trabalhador demitido sem justa causa e também para ser um suporte, um extra, a título de aposentadoria.

Para tanto, é necessário a abertura de uma conta vinculada ao contrato de trabalho, onde, no início de cada mês, os empregadores depositam nestas contas abertas na Caixa Econômica Federal o valor de 8% do salário do trabalhador.

Quem tem direito?

​Todo trabalhador brasileiro com contrato de trabalho formal, regido pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), e, também, trabalhadores rurais, temporários, avulsos, safreiros (operários rurais que trabalham apenas no período de colheita), empregados domésticos e atletas profissionais têm direito ao FGTS.

Até aqui acredito que não tenha dito grandes novidades, mas…

Você sabia que as contas do FGTS junto à Caixa possuem rendimento?

Sim, pois seria muito injusto caso não houvesse, todavia este rendimento ainda é baixíssimo, sofrendo apenas atualização monetária mensal pela TR e juros de míseros 3% a.a.

Afora isso, como investir o saldo de FGTS depositado na Caixa, como, por exemplo, em ações ou no Tesouro Direto?

Na compra de ações

Até hoje o Governo permitiu o uso do FGTS para a compra de ações em alguns momentos. Tais como em 2000 e 2010, quando foi permitida a compra de ações da Petrobras, podendo ser usados até 30% do saldo vinculado ao fundo.

Investimentos feitos em 2000, só como exemplo, tiveram rendimento de 723% em dez anos, sendo que o FGTS durante o mesmo período rendeu apenas 62%. Durante esses períodos, também houve a possibilidade de compra de ações do Banco do Brasil e da Vale do Rio Doce.

Todavia no momento não temos nenhuma possibilidade semelhante, mas casos como estes podem surgir novamente, então é sempre bom ficarmos espertos as notícias, e em sites como o Jornada do Dinheiro, pois estamos sempre alertas para investimentos como estes, repassando em tempo real as informações necessárias para que vocês não percam estas oportunidades.

Mas e quanto ao Tesouro Direto, podemos usar o FGTS para este investimento?

Gostaria de lhe entregar uma boa notícia neste quesito, todavia também não é possível, mas assim como no caso das ações existem chances futuras de usarmos o FGTS no TD, mas, por enquanto, isso é só especulação.

A única possibilidade de uso do FGTS, mas que ainda não está oficializada, é a de realizar empréstimo consignado do valor correspondente a 10% do valor depositado no fundo ou de até 100% do valor da multa rescisória do trabalhador que está empregado.

Agora você deve estar pensando: Poxa, mas esse cara só fala coisas que eu não posso fazer com o meu FGTS! Calma, vou explicar…

Caros leitores, eu levanto essas questões para que vocês fiquem atentos quanto a possibilidade de usar o Fundo para futuros investimentos semelhantes aos citados. Mas , também, acima de tudo, para que na primeira oportunidade que tenham de levantar o valor depositado no FGTS, que o façam sem pestanejar.

Isso mesmo, você está perdendo um bom dinheiro com o FGTS, o qual, paulatinamente, migra para a extinção.

Mas quais são as oportunidades de saque do FGTS?

– Na demissão sem justa causa;

– No término do contrato por prazo determinado;

– Na rescisão do contrato por extinção total da empresa; supressão de parte de suas atividades; fechamento de quaisquer de seus estabelecimentos, filiais ou agências; falecimento do empregador individual ou decretação de nulidade do contrato de trabalho – inciso II do art. 37 da Constituição Federal, quando mantido o direito ao salário;

– Na rescisão do contrato por culpa recíproca ou força maior;
– Na aposentadoria;

– No caso de necessidade pessoal, urgente e grave, decorrente de desastre natural causado por chuvas ou inundações que tenham atingido a área de residência do trabalhador, quando a situação de emergência ou o estado de calamidade pública for assim reconhecido, por meio de portaria do Governo Federal;

– Na suspensão do Trabalho Avulso;

– No falecimento do trabalhador;

– Quando o titular da conta vinculada tiver idade igual ou superior a 70 anos;

– Quando o trabalhador ou seu dependente for portador do vírus HIV;

– Quando o trabalhador ou seu dependente estiver acometido de neoplasia maligna – câncer;

– Quando o trabalhador ou seu dependente estiver em estágio terminal, em razão de doença grave;

– Quando a conta permanecer sem depósito por 3 anos ininterruptos cujo afastamento tenha ocorrido até 13/07/90, inclusive;

– Quando o trabalhador permanecer por 03 (três) anos ininterruptos fora do regime do FGTS, cujo afastamento tenha ocorrido a partir de 14/07/90, inclusive, podendo o saque, neste caso, ser efetuado a partir do mês de aniversário do titular da conta;

COMO USAR O FGTS PARA UM BOM INVESTIMENTO

– Na amortização, liquidação de saldo devedor e pagamento de parte das prestações adquiridas em sistemas imobiliários de consórcio;

Para aquisição de moradia própria, liquidação ou amortização de dívida ou pagamento de parte das prestações de financiamento habitacional.

Veja bem, se você tem algum valor depositado um uma conta da Caixa a título de FGTS, peça um extrato atualizado para saber a quantia lá existente, isso também funcionará para saber se o seu empregador está depositando de maneira correta o seu direito a tal verba.

Caso você possua dinheiro naquela conta, analise cuidadosamente os casos acima listados e perceba se você se encaixa em algum deles. Caso positivo retire o seu dinheiro o quanto antes de lá e reinvista em uma modalidade de investimentos mais rentável, mesmo que em imóveis, pois ainda assim acredito que você estará ganhando mais dinheiro.

Assim, o melhor investimento para o seu FGTS é retirar o seu dinheiro do próprio Fundo e investir em algo que esteja realmente valendo para o seu bolso.

Gostaria de lhe dar melhores notícias, mas ultimamente os nossos gestores públicos não têm tempo de pensar em possibilidades mais vantajosas para o trabalhador aplicar o saldo retido de FGTS.

Mas, pelo menos, agora você já sabe o que fazer com a verba que possui junto ao Banco da Caixa.

Se você gostou ou tem alguma observação a este artigo, por favor, faça agora no espaço destinado logo abaixo.

Forte abraço e até logo.

Leonardo Batistella.

  • Ivan Matos

    Muuuito legal! Ainda não tinha visto algo tão completo e simples sobre o FGTS! Parabens!

  • Leonardo Savian Batistella

    Muito obrigado!
    Eu quis primar pela simplicidade e objetividade. Coisas banais como o FGTS escondem armadilhas, devemos estar atentos para estas questões mais simples, proteger o patrimônio e gerar renda começa justamente por ajustar as coisas que estão dentro do nosso raio de ação hoje, não precisamos tentar reinventar a roda.
    Abraços!

  • Ricardo Hickmann

    Ótimo artigo! As vezes parece ser uma assunto chato, ainda que de grande importância. As pequenas informações como saber o rendimento anual do FGTS já valeram o artigo. Parabéns!

  • Leonardo Savian Batistella

    Ricardo, muito obrigado!
    Realmente, assuntos cotidianos como este por vezes passam batido, mas são eles que devem ser observados antes de qualquer coisa.
    Abraço!

  • Maria Clara Finisguerra

    Ótimo post, explica de forma simplificada como lidar com o FGTS. Ainda tenho algumas dúvidas, mas procurarei sana-las.

  • thiago

    Muito bom o artigo!
    Mas fiquei com uma dúvida. Caso eu tenha saído de uma empresa para outra pedindo demissão da primeira, depois de três anos eu tenho direito a resgatar o FGTS que a empresa anterior depositou em minha conta?

  • Leonardo Savian Batistella

    Obrigado, Maria!
    Persistindo dúvidas é só falar!

  • Leonardo Savian Batistella

    Thiago, primeiramente obrigado.
    As causas para saque do FGTS são bem específicas, na sequencia eu estou colando o link de acesso.
    Em nenhum item desta lista está a hipótese que você colocou, portanto, para o levantamento da verba você deve se encaixar em uma das causas constantes no seguinte link:
    http://www.fgts.gov.br/trabalhador/quando_sacar_o_FGTS.asp

  • thiago

    Obrigado, Leonardo.
    Eu fiquei com essa dúvida pois quando muda de empresa é aberta uma nova conta de FGTS e a conta com os valores da antiga empresa não teria mais movimentação. Aí eu fiquei na dúvida se após três anos em outra empresa eu poderia resgatar o valor referente ao depósito da empresa anterior.

  • Lucas C Gonçalves

    Leonardo realmente ficou bem explicado como funciona a questão do FGTS, entretanto fiquei com algumas dúvidas. Vale a pena utilizar para fazer lances em caso de consórcios? Ou melhor seria fazer um financiamento e utilizar como forma de amortização da dívida? Retirar o FGTS é a melhor opção está claro, mas qual seria a melhor forma de utilizar entre as existentes atualmente?

  • Leonardo Savian Batistella

    Olá, obrigado pela leitura.
    Acho que você ainda não viu, mas fiz um artigo mais atualizado sobre o FGTS, segue o link: http://jornadadodinheiro.com/poupar/o-que-ainda-nao-te-contaram-sobre-o-saque-do-fgts/
    Para amortizar a dívida do financiamento você deve comparar as taxas de juros do financiamento e as do possível investimento que poderia fazer, levando em conta, também, o IR e outras taxas. Sobre consórcio, não gosto muito, haja vista as inúmeras taxas cobradas, acredito que vale a pena investir o dinheiro, caso possa esperar para atingir o objetivo financeiro desejado.
    Se ainda tiver dúvidas, pode comentar no outro artigo.
    Muito obrigado e forte abraço!

  • Weberton Gervasio

    Leonardo, muito interessante o artigo.
    Por favor me ajude com uma duvida. No caso de utilizar o saldo na aquisição de um imovel enqto ainda tenho vinculo trabalhista, sendo demitido futuramente a empresa paga a multa do valor total depositado durante o contrato ou apenas do saldo restante após o saque?