INVESTIR É COMO ESCALAR SEU TIME NO CARTOLA FC

INVESTIR-É-COMO-ESCALAR-SEU-TIME-NO-CARTOLA-FC-main

Investir é como escalar seu time no Cartola FC

 

Depois de anos sem jogar o Cartola FC (jogo de futebol da Globo no qual você escala seu time a cada rodada do Campeonato Brasileiro), decidi participar desta temporada para relembrar como era.

Inspirado por esse retorno, resolvi escrever sobre as semelhanças que existem entre você montar sua carteira de investimentos e ser o técnico de seu time de futebol. É muito mais parecido do que você imagina e, se você gosta de sempre palpitar e vive estudando as melhores estratégias para seu time, certamente verá que o gerenciamento de seus investimentos também pode (e deve) ser organizado.

Um time de futebol tem, de modo geral, 11 jogadores que ocupam três principais setores do campo: a defesa, o meio de campo e o ataque.Da mesma maneira, existem diversos tipos de investimentos que poderiam ser classificados nesses setores:

– Investimentos conservadores: defesa
– Investimentos moderados: meio de campo
– Investimentos agressivos: ataque

Já pensou como seria um time com 10 defensores? Dificilmente perderia uma partida, mas também ficaria sem perspectivas de marcar gols.Por outro lado, como seria um time com 10 atacantes? Teria a chance de marcar muito mais gols, mas também ficaria totalmente exposto em sua defesa.

Por esse motivo, em um time, geralmente há um equilíbrio entre os setores, aproveitando o que cada um tem de melhor e um compensando a fraqueza do outro. Com os investimentos, funciona igual. E investir se torna muito mais simples e seguro a partir do momento que você compreende a importância da diversificação.

Quem investiu todo o patrimônio na Petrobras há alguns anos hoje amarga um prejuízo enorme em seu bolso. Do mesmo modo, quem mantém todas as suas economias na caderneta de poupança está pouco a pouco perdendo poder de compra, já que a inflação tem aumentado em uma proporção superior à valorização da poupança.

No entanto, o investidor que tinha, por exemplo, apenas 3% de seu patrimônio total investido em Petrobras teve um prejuízo praticamente irrelevante e que pode ter sido compensado com uma Brasil Foods, que teve uma valorização de 100% desde 2010.

Então deveríamos ter investido todo o capital em Brasil Foods, já que ela dobrou seu valor nesse período? Sim, se tivéssemos total convicção de que ela teria essa valorização toda.

 

O grande problema é que não temos como saber.

 

O que é possível fazer é estudar e analisar as opções de investimento com as informações que temos disponíveis e, é claro, diversificar, que é nossa principal forma de proteção.

Sem mais delongas, vejamos como poderia ser a formação do seu time de futebol.

A Seleção Jornadástica!

INVESTIR-É-COMO-ESCALAR-SEU-TIME-NO-CARTOLA-01
Antes de apresentar minha escalação, devo frisar que você não precisa necessariamente ter todos esses jogadores em seu time.

Isso é meramente ilustrativo para identificarmos como seria a representação de cada investimento dentro de uma carteira. Você deve escolher de acordo com seu gosto e perfil pessoal.

Vamos a campo com a formação no 4-3-3!

 

INVESTIR-É-COMO-ESCALAR-SEU-TIME-NO-CARTOLA-06
Agora que você já conheceu a Seleção Jornadástica, vejamos como se dá o papel de cada jogador em campo.

Goleiro: Reserva de Emergência

INVESTIR-É-COMO-ESCALAR-SEU-TIME-NO-CARTOLA-02

O goleiro é o principal responsável pela defesa do seu time. É ele quem dá tranquilidade para o time trabalhar a bola e conseguir melhores resultados. Sem ele, não existe time.

Da mesma maneira, a reserva de emergência é fundamental para seus investimentos.

Eventualmente, esse goleiro tomará algum “frango” (ter de utilizar parte do dinheiro) e precisará se recuperar (reabastecer novamente a reserva de emergência), mas isso não significa que você pode jogar sem ele.

Zagueiros: Tesouro Direto e Títulos Privados

Os zagueiros também fazem parte da defesa do seu time. Eles devem proteger e impedir qualquer ameaça que exista. Eventualmente, também sobem ao ataque para fazer uns golzinhos.

O Tesouro Direto tem um excelente papel na proteção do seu patrimônio. Por ter títulos de características distintas, você pode ter aquele zagueiro que só dá bicão para frente e não dá margem para o azar (Tesouro Selic, que sempre se valoriza), aquele que tenta sair jogando para ter uma jogada melhor e eventualmente perde a bola (Tesouro Prefixado, que pode ter ganhos acima do Tesouro Selic, mas também pode perder para a inflação) e também tem aquele que sobe para o ataque para fazer seus golzinhos e pode deixar a defesa desprotegida (Tesouro IPCA+, que tende a render mais e pode ter lucros maiores, com o risco de desvalorizar em determinadas situações).

Nos títulos privados, também temos situações semelhantes no caso de CDB, LCI, LCA, LC, etc. Alguns desses títulos de grandes bancos (Itaú, Bradesco, Banco do Brasil, Santander) têm características mais defensivas. Já os títulos de bancos médios e pequenos costumam render mais, embora tenham maior risco. Ou seja, podem fazer seus golzinhos, mas deixar a defesa um pouco exposta. No entanto, o FGC pode ser uma boa garantia para cobrir essa subida dos zagueiros.

Laterais: Ouro e Imóveis

O papel dos laterais é de compor a defesa, mas também subir para ajudar o ataque.

O ouro tem sido historicamente um dos bens mais valiosos no mundo. Embora não tenha muita utilidade, ele ainda tem muito valor em adornos. Portanto, ele é um investimento defensivo, no sentido de que sempre terá algum valor, e também pode atacar bem, no sentido de que pode ter períodos de grande valorização. Tem aumentado também a busca por outros metais preciosos, como platina, prata, irídio e paládio.

Os imóveis físicos são considerados por muitos como o bem mais seguro que você pode ter. Não à toa, a maioria das pessoas tem como sonho a conquista da casa própria e também buscam investir em imóveis para valorização ou aluguel. Por essas características de demonstrar segurança e potencial, os imóveis entram muito bem no time como laterais.

Volante: Debêntures

O volante de um time é aquele jogador de meio-campo que tem a função de proteger a defesa e também apoiar o ataque.

As debêntures são investimentos de renda fixa e poderiam estar posicionadas na defesa. No entanto, por terem seu risco atrelado à qualidade das empresas emissoras, elas são mais arriscadas do que os demais investimentos de renda fixa. Por esse motivo, sua rentabilidade tende a ser bem maior que a de um Tesouro Direto ou CDB, por exemplo. Ou seja, ela tem suas características defensivas e também potencial ofensivo.

Meias: Fundos Imobiliários e Ações Norte-americanas

Os meias de um time de futebol funcionam como o motor do meio-campo. Eles são os responsáveis por alimentar o ataque e também fazer seus gols.

Os fundos de investimento imobiliário (FIIs) são excelentes por gerarem um fluxo de caixa mensal que alimentará toda a sua carteira. Além de oferecerem características semelhantes às dos imóveis de proteção, valorização e recebimento de aluguéis, também permite uma maior diversificação de localização, imóveis e inquilinos por permitir um investimento com valores muito mais baixos.

As ações norte-americanas, assim como os FIIs, também geram fluxo de caixa regularmente. Embora os pagamentos não sejam mensais (normalmente são trimestrais), elas têm uma constância maior que as ações brasileiras, permitindo que também ajude nesse processo de construção da carteira. Além disso, elas oferecem uma proteção cambial em dólar para períodos de grande desvalorização do real.

Atacantes: Ações, Opções e Bitcoins

INVESTIR-É-COMO-ESCALAR-SEU-TIME-NO-CARTOLA-04

Os atacantes são aqueles que devem fazer gols, normalmente são os artilheiros do seu time.

As ações brasileiras muitos encaram como investimento de risco. Isso devido à grande volatilidade que presenciamos o tempo todo, uma vez que a instabilidade política afeta diretamente no nosso mercado financeiro. No entanto, existem excelentes empresas no Brasil que tendem a apresentar ganhos muito elevados no longo prazo. Saber identificar essas empresas e ter paciência para deixar o tempo fazer o trabalho são as fórmulas para se ter sucesso com ações. Pense nessas ações como aqueles jogadores jovens e de muito potencial que só precisam de um tempo para maturar e começar a arrebentar.

O mercado de opções é excelente para quem deseja especular com parte de seu capital e buscar ganhos de curto prazo. Por ter uma volatilidade muito alta, considero um mercado mais interessante do que o de ações para quem deseja fazer trading. No entanto, não é aconselhável para quem é iniciante ou para quem ainda não tem uma proteção adequada com outros jogadores no time. Esse é aquele atacante veterano, experiente, que pode passar vários jogos lesionados ou mesmo sem apresentar bons jogos em campo (prejuízo no trading), mas que a qualquer momento pode fazer muitos gols (trading de sucesso).

Os bitcoins são criptomoedas digitais, ou seja, não existem fisicamente e são negociadas por meio de transações criptografadas. O bitcoin ainda é visto com certo receio por não haver uma fiscalização e centralização da moeda. No entanto, sua aceitação tem crescido cada vez mais, especialmente nos EUA e nos países europeus. Devido a essa desconfiança com a aceitação e a segurança do bitcoin, somada à futura escassez da moeda que já está cada vez mais difícil de minerar, o bitcoin ainda tem grande probabilidade de valorização, ao mesmo tempo em que pode servir como certa proteção ao real. Considere esse atacante como aquele jovem de grande potencial, mas que precisa desenvolver melhor algumas habilidades para ter um grande valor.

E agora? Como monto meu próprio time?

A Seleção Jornadástica foi um compilado de investimentos que julgamos interessantes para uma carteira bem diversificada.

No entanto, se você está começando a investir agora, não tenha pressa em compor todos os jogadores de sua equipe.

Mesmo que você não tenha ainda um “time completo”, seus outros investimentos podem cumprir mais de uma função em campo.

Por exemplo, caso você tenha somente investimentos com liquidez para reserva de emergência e um montante que começou a investir no Tesouro Direto, não tem problema. Você terá a defesa composta normalmente e um ataque marcando atrás do meio de campo. Não ganhará de goleada, mas também tomará pouquíssimos gols.

Conforme sua disponibilidade de caixa aumenta, você pode aumentar seu risco e seus jogadores mais ofensivos pouco a pouco.

Caso seja um “retranqueiro” nato, não tem problema jogar apenas com investimentos de renda fixa. Quem sabe em uma bola alçada na área os seus defensores não consigam fazer de cabeça?

No entanto, lembre-se sempre de que o goleiro é essencial para a tranquilidade do técnico.

[Jogador Bônus] – Este Não Entra em Campo.

INVESTIR-É-COMO-ESCALAR-SEU-TIME-NO-CARTOLA-03

Embora seja importantíssimo manter um time de qualidade em campo trabalhando para você, é crucial que você pague os salários e benefícios deles em dia.

Portanto, o “jogador” mais importante de sua equipe é a diretoria e a capacidade dela de ganhar dinheiro.

A diretoria nada mais é do que a sua fonte de receita, ou seja, o seu salário ou seu próprio negócio.

Sem essa fonte de renda, seus jogadores não darão seu máximo em campo. Portanto, foque em aumentar cada vez mais os seus ganhos advindos do trabalho. Aprimore seu conhecimento e você será um profissional melhor a cada dia.

Considerações Finais

Agora você viu que montar uma carteira de investimentos é como montar um time de futebol: você precisa de fonte de renda, estratégia e saber selecionar seus jogadores.

Cada um dos investimentos também podemos destrinchar e montar sub-times, com os jogadores mais defensivos e mais ofensivos dentro daquela equipe.

Por exemplo, as ações poderiam ter um time próprio com empresas mais defensivas e outras mais arriscadas.

No fim das contas, o técnico é você!

Gostaria que você comentasse agora. Como seria a formação ideal para seu time? Quais jogadores você teria?

Grande abraço!

Vitor Hernandes

  • Manoel Neto

    Bom dia, Vitor. Acompanho esta página há algum tempo e também me divirto com o CartolaFC. Desta forma, achei bastante interessante as similaridades que encontrou entre os investimentos e o Fantasy Game. Contudo, gostaria que, assim como no game que inicialmente o “cartoleiro” recebe 100 cartoletas para comprar os 11 jogadores e o técnico, você nos direcionasse a dividir, em termos percentuais, o capital investido nas posições/investimentos, no intuito de formarmos a tão sonhada e comentada carteira diversificada. Desde já, meus cumprimentos e agradecimentos.

  • Fala, Manoel!

    Obrigado pela sugestão! Realmente ficaria bem mais completo!

    No entanto, isso já é mais complicado de fazer, pois sabemos que depende muito do perfil do investidor, do valor disponível, do risco que aceita correr… fica mais difícil fazer de forma generalizada.

    Podemos tentar fazer algo para você.

    Por exemplo, qual sua faixa etária, quais os principais objetivos, aceita correr riscos de renda variável ou prefere investir somente em renda fixa? Que investimentos já conhece bem? Que outros deseja aprender mais?

    Creio que com isso podemos começar a estabelecer melhor como poderia ser a sua carteira!

    Grande abraço!

  • Manoel Neto

    Bom dia, Vitor.

    Entendo e agradeço o retorno.

    Como propôs tentar algo específico pra mim, não poderia perder essa oportunidade.

    Segue abaixo algumas informações sobre o meu perfil:
    Sou servidor público federal, tenho 32 anos, não tenho grandes pretensões à curto e médio prazos, meus objetivos são à longo prazo (boa aposentadoria/independência financeira), me considero um investidor de perfil moderado, conheço bem os investimentos de Renda Fixa e tenho estudado alguns investimentos de Renda Variável (principalmente, ações, ETFs e FIIs), tenho uma reserva de emergência em torno de R$ 20.000,00 e posso realizar aportes mensais de R$ 800,00.

    Espero “mitar” com sua dicas.

    Um grande abraço e desde já, obrigado!!!

  • Vinicius Garcia

    Boa noite Vitor,
    Excelente matéria! Ficou bastante claro e didático a importância em diversificar meus investimentos. Vou encaminhar essa matéria para os meus amigos viciados em futebol/cartola FC, quem sabe assim eles saem da zona de conforto e começam a estudar um pouco de educação financeira.

    Abraço

  • Fala, Manoel! Desculpe a demora em responder. Estávamos em um evento sobre negócios on-line e acabei não entrando para ver os comentários do site.

    Excelentes seus esclarecimentos! E parabéns por já ter uma reserva de emergência! A maioria começa a investir sem separar uma reserva e isso acaba surpreendendo negativamente quando precisam do dinheiro.

    Se o seu perfil é moderado, talvez encaixe bem uma formação em 4-4-2, sendo 40% em renda fixa, 40% em investimentos moderados e 20% na “pimentinha” da carteira.

    Considerando também que seu principal objetivo é a aposentadoria/IF, o tempo está totalmente a seu favor. Por esse motivo, acho até confortável ter menos de metade da carteira em renda fixa, pois eventuais oscilações de curto prazo na renda variável não impactarão sua rentabilidade no longo prazo.

    No entanto, não faça movimentos bruscos de investir muito dinheiro de uma vez em um investimento. Em renda variável, o ideal é comprar “devagar e sempre”, pois assim os preços não terão grande influência no seu retorno.

    Para a parte de renda fixa, priorizar o Tesouro IPCA+ 2035 pode ser uma ótima opção para deixar os juros compostos trabalharem. Na renda variável, sugiro que estude com calma os FIIs e ações. Não acho interessante investir em ETFs no Brasil, pois você acaba comprando muita tranqueira junto. Essa filosofia funciona melhor nos EUA, onde as empresas são muito mais sólidas.

    Aproveito também para convidá-lo a participar do nosso grupo no Facebook, onde discutimos sobre tudo isso!

    http://jornadadodinheiro.com/grupo/

    Espero que mite com esse “time aí”!

    No Cartola, consegui mitar legal nessa rodada! Incríveis -1,56! (SIM, negativo!)

    Grande abraço!

  • Fala, Vinicius!

    Isso aí! Coloque esse pessoal para estudar!

    Infelizmente, o brasileiro ainda pensa somente em se divertir!

    Você já está no nosso grupo do Jornada no Facebook? Lá, discutimos diariamente sobre educação financeira e investimentos!

    http://jornadadodinheiro.com/grupo/

    Grande abraço!

  • Manoel Neto

    Bom dia, Vitor.

    Fiquei muitíssimo satisfeito com seus esclarecimentos. Serão de grande valia para mim. Vou me dedicar ainda mais aos FIIs e ações para, aos poucos, ir “apimentando” minha carteira.

    Agradeço o convite para participar do grupo no Facebook e, no CartolaFC, não mitei mas, fiquei na média da rodada.

    Um grande abraço e parabéns pelas excelentes matérias!

  • Excelente, Manoel!

    Para começar a estudar sobre FIIs, indico este artigo: http://jornadadodinheiro.com/investir/invista-em-imoveis-com-pouco-dinheiro/

    Para ações, comece com este: http://jornadadodinheiro.com/investir/perca-o-medo-de-investir-em-acoes/

    Grande abraço!