OS 4 PRINCIPAIS TIPOS DE FUNDOS IMOBILIÁRIOS (FII)

OS 4 PRINCIPAIS TIPOS DE FUNDOS IMOBILIÁRIOS (FII)

O brasileiro é naturalmente fanático por imóveis, seja uma casa própria para morar, um imóvel para alugar ou mesmo um terreno para construir e vender. Você com certeza tem ou conhece alguém que tenha a intenção de comprar um imóvel. Se o objetivo for comprar para morar, sugiro que leia este outro artigo para refletir e tomar a melhor decisão entre comprar ou alugar um imóvel. No entanto, se a ideia for para investimento, leia este outro artigo que compara o investimento em imóveis com Continue lendo

QUAL A DIFERENÇA ENTRE CDB E LCI?

QUAL A DIFERENÇA ENTRE CDB E LCI?

  Quando começamos a investir, inevitavelmente nos deparamos com uma interminável sopa de letrinhas que são importantes para nosso aprendizado. Hoje, você aprenderá sobre alguns desses investimentos para que consiga definir qual o mais adequado para você. Neste artigo, apresentarei as características básicas destes títulos privados: – CDB – Certificado de Depósito Bancário – RDB – Recibo de Depósito Bancário – LC – Letra de Câmbio – LCI – Letra de Crédito Imobiliário – LCA – Letra de Crédito do Agronegócio Existem muitos outros títulos, Continue lendo

5 DICAS PARA A DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA

5 DICAS PARA A DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA

  No dia 02/03/2017, chegou o tão esperado – ou não tão esperado assim – momento de fazer a declaração do imposto de renda. Esse é um processo que a maioria das pessoas precisa realizar todos os anos e, infelizmente, quase ninguém sabe como fazer todos os procedimentos corretamente. Isso porque existem muitas regras, detalhes e exceções, assim como quase tudo que enfrentamos na burocracia brasileira. Acredito que o processo deveria ser (e um dia será) muito mais simples. A Receita Federal já recebe diretamente Continue lendo

O QUE AINDA NÃO TE CONTARAM SOBRE O SAQUE DO FGTS

O QUE AINDA NÃO TE CONTARAM SOBRE O SAQUE DO FGTS

  O FGTS, Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, é um depósito mensal, referente a um percentual de 8% do salário do empregado, que o empregador fica obrigado a depositar em uma conta bancária no nome do empregado que deve ser aberta na Caixa Econômica Federal a cada novo emprego. Tal verba pode ser sacada mediante hipóteses restritas, como a aposentadoria, para a compra da casa própria, na demissão sem justa causa, etc. Todavia, para o ano de 2017, o Governo lançou uma medida Continue lendo