OS BALDES DA RIQUEZA (ou como enriquecer com método)

bal

Os baldes da riqueza (ou como enriquecer com método)

O poço ativo é a renda do seu trabalho, que precisa da sua presença. Sem você, não tem fluxo. Você precisa bombear de segunda à sábado (algumas vezes até domingo) durante o mês inteiro. Essa renda é proveniente de emprego, freelance, trabalho como autônomo. Portanto, um fluxo FINITO. Aqui você trabalha pelo dinheiro.

O poço passivo é a renda ‘ilimitada’, proveniente de ativos geradores de renda como fundos imobiliários, ações pagadoras de dividendos, aluguel de imóveis. Ou seja, fluxo ilimitado e independente da sua presença. O fluxo jorra para cima sem o seu esforço e o dinheiro trabalha para você.

O balde furado dos gastos equivale às contas a pagar, necessidades básicas e gastos com seu custo e qualidade de vida. Quanto maiores os gastos, maior é o furo e maior será a dificuldade de enchê-lo. É o dinheiro que simplesmente vai embora pelo ralo com muita facilidade.

O balde da poupança equivale à sua reserva de emergência, ou um fundo para catástrofes como perda do emprego, colapso da economia, acidentes, gastos inesperados com saúde. Especialistas recomendam no mínimo 3x seus custos mensais de reserva. Se você é um profissional liberal ou autônomo, é mais sensato uma reserva mais robusta por conta da insegurança na renda.

Para saber mais sobre a reserva financeira, clique nesse artigo do Vitor Hernandes.
Além da reserva, temos aqui nesse balde, o dinheiro para compra de itens no curto prazo como um automóvel, um terreno, reforma da casa, férias. É um dinheiro que você precisa proteger sob qualquer custo e ter a liquidez de acordo com seus objetivos.

Imagine que você planeja a reforma da casa para daqui a 3 anos. Esse dinheiro pode estar alocado em um ativo com liquidez inferior a 3 anos como por exemplo o título prefixado do tesouro direto. Por outro lado, para sua reserva de emergência, o dinheiro deve estar disponível imediatamente. Poderia estar alocado no tesouro SELIC, ou até mesmo na poupança na pior das hipóteses.

O balde dos investimentos tem o objetivo de fazer o seu patrimônio crescer para o LONGO PRAZO e planejamento da sua aposentadoria antecipada.

O objetivo é preencher os 3 baldes

esquema

O que acontece quando você consegue encher esses 3 baldes?

Você está rico, meu amigo. Rico!!! Independente se é com R$1 milhão, R$200mil , R$100mil reais. Não importa. Você está rico e tem total liberdade financeira para fazer o que quiser.

Se há dificuldades em encher os 3 baldes, só temos 2 soluções. Cavar novos poços ou aumentar o fluxo do seu poço.

Solução 1

Nessa metáfora, cavar novos poços significa ter uma renda extra com um outro emprego, prestar consultoria = renda ativa. O ponto negativo é a renda limitada e sua presença física necessária.
Ou adquirir investimentos geradores de renda como FIIS, AÇÕES pagadoras de dividendos e imóveis alugados por exemplo = renda passiva. Via de regra, essa renda pode ter um fluxo oscilante, mas com uma perpetuidade enorme se forem imóveis ou ativos de qualidade.

E lembrando, não precisam da sua presença física a todo instante. Você está dormindo e o dinheiro trabalhando para te sustentar.

Fenomenal, não acham?

Solução 2

Caso não queira cavar em busca de novas fontes, você pode investir na produção do seu poço atual. Explico. Imagine que sua fonte de renda hoje venha de aulas particulares de idiomas. Como você pode aumentar a sua renda? Uma boa ideia é você tornar-se um profissional de excelência, investir na sua qualificação, aumentando assim o seu valor percebido pelos clientes e maior retorno financeiro, investir no seu marketing, captar novos alunos. Você entendeu. A desvantagem aqui é que você fica sujeito a apenas 1 fonte de renda. Enquanto na solução 1 se você perder o emprego ainda tem fluxo dos outros ativos. Perceberam? No entanto, vale o que funcionar melhor para cada um.

No entanto, reparem bem no tamanho do furo do balde de cada um de vocês. Para isso é importantíssimo que tenham uma planilha de orçamento. Todos precisamos saber onde é gasto cada real do salário para reduzir o tamanho do furo. Se chega no meio do mês e você não sabe para onde foi parar o salário, lembre-se desse buraco e comece imediatamente a anotar os seus gastos.

Por mais que a soma das suas fontes rendam 50mil ou 500mil anuais, se o seu balde tiver um furo enorme, não haverá dinheiro no balde da poupança e muito menos nos investimentos. Lembrem-se que esses baldes são responsáveis pela sua segurança e alívio financeiro no fim do mês e também pela sua aposentadoria. Da mesma maneira, se uma pessoa não tiver um salário tão alto, mas tiver uma vida mais modesta, controlada e inteligente financeiramente, é bem provável que os 3 baldes se encham mais rapidamente do que o primeiro exemplo.

Caso esse artigo tenha sido útil para você, compartilhe!


Anderson Chaves

*O artigo foi retirado com base na leitura do livro 11 segredos para a construção de riqueza – Mark Ford, ebook gratuito, com conteúdo disponibilizado pela empiricus.