CARTEIRA DE CRIPTOMOEDAS DO JORNADA – 18/04/2019

Hoje completamos um mês do início da Carteira de Criptomoedas do Jornada. Caso ainda não tenha visto o artigo com a montagem do portfólio, clique aqui.

Iniciamos a carteira com 5 mil reais, e a ideia é aportar 500 reais todo mês. Os valores utilizados são um pouco menores que os das outras carteiras porque as criptomoedas têm altíssima volatilidade e, por isso, mesmo com uma exposição pequena, você verá que pode ter ganhos bem altos ao longo do tempo.

É normal que existam momentos de grandes desvalorizações, assim como grandes valorizações. Também é esperado que determinados projetos desapareçam ao longo do tempo.

Por isso, a importância de diversificarmos a carteira e darmos um peso maior ao Bitcoin, que é o ativo mais seguro dentre as criptomoedas.

Mas por que apostar em investimentos que podem sumir?

Acredito que a exposição em criptomoedas seja muito mais vantajosa do que desvantajosa, conforme já expliquei no artigo “Vale a Pena Investir em Criptomoedas?”.

Um dos principais argumentos é que sua perda máxima é de 100% naquele ativo, mas podendo ganhar 100, 200, 500, 1.000, 10.000%. A possibilidade de ganho é ilimitada, enquanto a perda é limitada ao valor investido.

Dito isso, vejamos como se comportou a carteira neste primeiro mês:

Como as cotações mudam a cada segundo, já que o mercado de criptomoedas funciona 24 horas por dia e não para nos finais de semana e feriados, as cotações do vídeo e da imagem estarão diferentes.

Veja como estava nossa carteira no momento que tirei o print, no dia 18/04/2019, às 10h:

Carteira de Criptomoedas do Jornada – 18/04/2019

Foi investido o valor de R$ 5.000,00, mas consta como R$ 4.981,70 devido a custos de negociação e diferença de spread entre a exchange onde compramos o Bitcoin e a cotação que o Cryptocompare puxou.

A carteira teve uma valorização de R$ 1.742,07, que representa 34,97%.

Essa é uma excelente valorização para o período de 1 mês, mas, assim como subiu 35%, poderia ter caído nessa mesma proporção.

Então, devemos estar contentes que tivemos uma valorização expressiva, pois já é um passo na direção correta no longo prazo. Porém, períodos de forte desvalorização também virão e devemos estar preparados para isso.

Como o Bitcoin representava 50% da carteira, seu impacto na carteira é o mais relevante, então é natural vermos valorizações parecidas entre ele e a carteira.

Não tivemos nenhuma desvalorização na carteira este mês, o que é bastante raro em criptomoedas.

O destaque foi a Nuls (NULS) com valorização superior a 60%. A pergunta é: “por quê”?

É sempre natural procurarmos motivos para valorizações e desvalorizações no mercado financeiro. Porém, no curto prazo, subidas e quedas nas ações da bolsa de valores podem não ter nenhum motivo real.

Imagine nas criptomoedas então. Essas oscilações são ainda mais aleatórias. Esse mercado é muito mais especulativo até mesmo do que a bolsa de valores. O importante é estarmos posicionados em projetos que acreditamos para o futuro.

Mesmo assim, esses projetos podem não vingar e sumir do mapa, como dito anteriormente. Por esse motivo é que diversificamos a carteira.

Então, com o aporte deste mês de R$ 500,00, comprei uma criptomoeda nova para a carteira: Ripple (XRP), pelo valor em BTC de 0,00006404, totalizando 371,94409744 unidades.

A XRP tem característica propriamente de moeda, com o intuito de realizar transações de forma rápida e com baixíssimos custos (ainda mais do que o Bitcoin).

O diferencial dela é que já existem bancos pelo mundo utilizando sua tecnologia, então ela tem essa vantagem de ter saído na frente da concorrência por esse mercado bancário.

O potencial dela é de se tornar amplamente utilizada nesse setor e isso geraria uma valorização enorme. Decidi então fazer essa alocação.

Ainda está com dúvida se deseja investir em criptomoedas? Leia o artigo “Vale a Pena Investir em Criptomoedas?” e tire suas próprias conclusões!

Agora quero saber de você! Já está investindo em criptomoedas? Quais você tem em sua carteira? Quais você não teria? Deixe seu comentário!

Até a próxima atualização! Grande abraço!

Vitor Hernandes