4 DICAS PARA FINALMENTE SAIR DA POUPANÇA

Você sabia que hoje, no Brasil, mais de 100 milhões de pessoas deixam o dinheiro na caderneta de poupança?

Se você é uma delas, esse post é para você!

Chegou a hora de, finalmente, sair da poupança e realizar investimentos que serão bem melhores para o seu bolso e para a sua vida.

Para começar, vale explicar o porquê de a poupança ser um mau investimento.

Aliás, ela nem pode ser considerada um investimento por causa da maneira que funciona.

Vamos explicar!

COMO FUNCIONA O RENDIMENTO DA POUPANÇA?

Se a Selic (taxa básica de juros) for menor ou igual a 8,5% ao ano, a poupança rende 70% da Selic mais a TR (taxa referencial).

Já, se a Selic for superior a 8,5% ao ano, ela tem rentabilidade fixa: 0,5% mais a TR.

Não se preocupe com o valor da TR: ele é tão baixo que praticamente não muda a rentabilidade da poupança!

Você, provavelmente, não deve ter entendido muito sobre Selic e TR, mas o que importa é a mensagem final: a poupança rende muito, muito, muito pouco! Quase nada!

E, com a queda de juros (que é o momento atual do Brasil), renderá ainda menos do que rendia antes.

Além de render muito pouco, você ainda pode perder dinheiro.

Muita gente diz: “Não estou perdendo dinheiro! Estou vendo minha quantia aumentar”, mas é aí que você se engana.

Em 2015, por exemplo, a poupança rendeu abaixo da inflação, fazendo com que as pessoas perdessem o seu poder de compra.

Ou seja, parecia que você estava ganhando dinheiro, mas, na verdade, estava perdendo.

Exemplo: você guardou R$ 30.000,00 para comprar um carro, mas desistiu e resolveu comprar só no próximo ano.

Em um ano, seu dinheiro na poupança “rendeu” R$ 1.800,000, ou seja, você ficou com R$ 31.800,00.

Ao ir na loja comprar o carro, você descobre que, por causa da inflação, o preço do carro foi reajustado e agora ele custa R$ 32.500,00.

Ou seja, a inflação “comeu” o dinheiro que estava na sua poupança e agora você não tem mais o dinheiro para comprar o carro.

Mas, calma! Não precisa se desesperar.

Existem muitos outros investimentos que são bem melhores do que a poupança.

Chegou a hora de sair dessa furada e começar a investir.

Quer saber como? Confira as quatro dicas que separei para você.

1) PESQUISE SOBRE O ASSUNTO

Se a poupança rende apenas 70% da Selic (mais a TR), o que dizer daqueles que rendem mais de 100% da Selic? São muito melhores, né?

No Yubb, você encontra investimentos com o mesmo risco (ou seja, super baixo!) que podem render 50% ou 70% a mais do que a poupança!

Resumindo: existem diversos investimentos que são muito mais rentáveis e tão seguros quanto a poupança. Quer notícia melhor do que essa?

“Mas eu não sei nem o que é risco, nem TR, nem Selic… E agora?”

Esse é o maior problema.

Muita gente não entende sobre investimentos e também não procura entender.

Por mais que pareça complexo, investir é muito mais simples que parece!

Por isso, a nossa primeira dica é: pesquise sobre o assunto!

A internet está aí para ser usada: entre em sites super legais para aprender sobre investimentos (como o Jornada do Dinheiro e o YouTube do Yubb), veja vídeos sobre o tema, converse com aquele seu amigo que já é investidor.

Existe muita informação por aí para ser consumida!

Tire alguns minutos do seu dia para procurar as melhores formas de investir o seu dinheiro e se inteirar um pouquinho sobre o assunto.

Não precisa se tornar um expert, não!

Com algumas informações importantes, você já pode tirar o dinheiro da poupança e começar a investir.

O restante você aprende com a experiência.

2) MENTALIZE O SEU OBJETIVO

Todo mundo tem um (ou vários) objetivos na vida.

Na parte financeira, isso também precisa acontecer. Planejamento financeiro é tudo!

Muita gente acaba ficando na poupança porque o pai ou avô falou que era uma boa ideia, mas tem preguiça de ir atrás de mais informações.

É nessa hora que você precisa ter uma motivação.

Pode ser viajar para o exterior, fazer um curso, comprar um carro, sair do aluguel, pagar a educação dos filhos, aposentar-se mais cedo…

São inúmeras opções que podem fazer a sua “roda” girar.

Quando você estiver pensando em colocar o dinheiro na poupança, lembre-se que, se você colocar em um investimento melhor, pode ganhar muito mais e será mais fácil alcançar esse objetivo.

A gente sabe que às vezes pode parecer difícil, mas a dedicação leva ao sucesso.

Infelizmente, ainda não existe fórmula mágica para ganhar dinheiro e muito menos um “realizador de sonhos” automático.

Por isso, mentalize o seu objetivo, saia da poupança, invista e chegue mais próximo de alcançá-lo.

3) TENHA UMA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Muita gente não sai da poupança porque tem medo de precisar daquele dinheiro a qualquer momento. Isso é errado por dois motivos.

Primeiro, porque existem muitos outros tipos de investimentos com liquidez diária (que é a característica do investimento que faz com que você consiga retirar o seu dinheiro a qualquer momento).

O Tesouro Direto, por exemplo, rende mais que a poupança e tem liquidez diária. Assim como alguns investimentos em renda fixa e também os robôs de investimento.

Ou seja, isso não é desculpa.

Segundo, porque você não pode investir pensando na hora de resgatar o dinheiro. É para isso que você precisa ter uma reserva de emergência.

Essa reserva é a quantia que você desejar (pode ser de quatro a seis salários, por exemplo) e é ela que deverá ser usada quando você precisar de dinheiro.

Sabe aqueles imprevistos durante o mês? O carro quebrou, um parente precisa de ajuda, uma emergência médica…

São muitas coisas que podem precisar de dinheiro e, se você não tiver planejamento, pode acabar se endividando.

Para isso, tenha uma reserva de emergência que não seja o seu investimento.

Ou seja, poupe um pouquinho da sua renda todos os meses para separar o que será investido e o que é para compor a reserva de emergência.

“E eu deixo essa reserva de emergência parada? Embaixo do colchão?”

Não! Você também deve investi-la!

Basta deixar em aplicações menos arriscadas e com liquidez diária.

Dessa forma, o dinheiro estará sempre rendendo e você pode retirá-lo quando quiser.

Com uma reserva de emergência ali, guardadinha, é muito mais fácil ter tranquilidade na sua vida financeira.

4) NÃO TENHA MEDO

Isso pode até parecer óbvio, mas não tenha medo!

Muita gente tem medo de sair do conhecido e entrar no “desconhecido”, mas a insegurança não pode ser uma desculpa para perder dinheiro, né?

O novo sempre dá medo, mas vale sempre lembrar que conhecimento é sinônimo de segurança.

Quanto mais você souber sobre o assunto, mais seguro se sentirá (isso tem total conexão com a dica 1).

O tempo que você está perdendo ao pensar em sair da poupança é o tempo que você já poderia ter investido em aplicações muito mais rentáveis.

Por isso, deixe a insegurança de lado, tire o dinheiro da poupança e invista para ver o seu dinheiro crescer!

E aí, consegui convencê-lo a sair da poupança?

Espero que sim!

Pense que, por mais que pareça complexo, investir é muito simples e só trará benefícios.

Não perca mais tempo deixando o dinheiro parado na poupança!

Bernardo Pascowitch